Pesquisar este blog

terça-feira, dezembro 28, 2010

Ver-lhe.


-O que você tem?
-Nada, estou bem!
-Eu sei que não esta, dá ver no jeito que você olha para a frente.
-Era exatamente isso que eu precisa ouvir.
-Que você não esta bem?
-Não. Que alguém consegue me enxergar.
-É impossível para mim não ver seu jeito triste de olhar, com os olhos que um dia sorriram para esse mundo patético.
-Já não dá mais para ter um sorriso quando sempre que lhe vêm com o mesmo tentam destruí-lo.
-Precisamos de coragem para continuar aqui.
Escorados um no outro eles ficaram sentados na beirada daquela rua, até que o dia virou noite e a noite virou dia. Até criarem coragem para se levantar e passarem os dias a ver as almas infelizes a continuar.

Gente estranha.


Ninguém mais entende o garoto sentado a beira do precipício com o vento na cara. Porém ele também não compreende vocês. Porque essa correria para encontrar a solidão no final do dia? Porque esse esforço para ser amado por todos em todos os lugares? Porque tentar ser normal? Deveriam se preocupar apenas em fazer valer cada segundo aqui nesse lugar. Em vez de apenas ficar sentado esperando o tempo passar. Deveriam ir para algum lugar, em vez de correr, correr e sempre retornar quando a noite bater. Essa irônica luta por dinheiro. Ele nada mais é que papel e papel molha, amassa, rasga. Sua vida não vale mais que um monte de papel trancado dentro de um cofre? Porque a do garoto vale, porém nosso mundo anda tão irônico que quem tem um coração não consegue mais viver aqui. Algumas coisas precisam mudar. Vocês estão mortos durante a vida. Enquanto deveriam viver para depois morrer. O mundo é muito estranho. Não compreendo mais nada aqui.

Inteligência e beleza.


Um dia li em algum lugar que inteligência vale mais que beleza. Tolice seria discordar, mas agora, pense comigo o que é a inteligência sem sentimentos? Apenas um fantoche feito por idiotas ao redor do mundo. Então a inteligência vale mais que a beleza. E a sua alma mais que sua cabeça.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

2010/2011


Ano que voa rápido como um pássaro apressado. Quanta coisa aconteceu esse ano. Quantos amores, amizades, inimizades, discussões, risadas, bobagens, esperanças, novidades, felicidades. Quantos desamores e crenças estranhas. Quanta gente nova entrando sem pedir licença. 2010 com certeza foi um ano bom. Principalmente por ter sido o ano que o conheci. Minha vidinha idiota foi jogada para o alto e bagunçada. E quer saber? Bem que eu tô gostando dela assim. Acho que nunca fui tão feliz em meios às intrigas como agora, com você do lado. Toda minha vida tem sido regida por um som baixinho de umas músicas embalantes. Consigo sorrir assim que acordo só por saber que posso correr para ouvir sua voz. E com todos os amigos do lado, a vida tem andado tão boa. De repente minha vontade de fugir do mundo tem desaparecido. E com o toque de uma taça peço que 2011 seja assim ou melhor. Porque esse ano já começa com o pé direito.

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Mais um caso de desamor


No mundo tem um menino que se irrita com a vida e sempre acha que os outros não vêm sua existência. O mesmo menino que fala das suas diviníssimas divas, o mesmo menino que sempre me puxa de volta para esse mundo que insiste em ser tão cruel. Um menino que está comigo desde que o mundo é mundo e as estrelas partiram em direção ao céu. Infelizmente, seu coração é estraçalhado com uma frequência gigantesca pela mesma pessoa que se acha a maior presença do universo. Porém queridinha, você não é. Mas quem sabe da vida de alguém é só a própria pessoa. Esse menino só quer encontrar o amor, você não percebe? Então o liberte. Ele tem capacidade demais par ser feliz com muita gente. Porém agora precisa remendar o próprio coração. A maioria das garotas são assim né? Seres ignorantes sem coração. Por sorte, não me encaixo em meio a elas. Sou uma metamorfose ambulante sem um lugar aqui nesse planeta. Menino, você é muito forte. Forte o suficiente para não se rebaixar por essa menina. Ela quer se sentir liberta do mundo, liberta de tudo e acha que te apunhalar ajudará. Você só deve tentar esquece-la. Daqui um tempo seu coração não se importará.

Estou me cansando a cada dia mais de escrever sobre esse desamor banal. Por favor pessoas sem coração, parem de estraçalhar pessoas tão especiais. Todo mundo ta no mundo a procura de amor e carinho. Um pouco de sentimento pode salvar o mundo todo. Esse planeta me irrita com seu jeito tão frio de manter as pessoas sozinhas. É como se não quisessem que toda manhã fosse como natal, com sorriso e felicidade espalhada. Tá ficando difícil sobreviver a esse lugar. É por causa de tamanha frieza que hoje o planeta ta como ta. Agora com licença, vou me sentar em um cantinho do meu jardim e rezar para que nada disso chegue até lá. Minhas rosas não podem murchar. Elas precisam de amor para desabrocharem.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

Peço por ti.


Minhas mãos geladas sobre sua nuca a acariciando lentamente. Meus olhos fixados sobre sua face, as pontas dos dedos se enrroscando em seu cabelo. Seus braços me envolvendo no melhor abraço do mundo. Você se aproxima mais de mim. Um beijo, o mundo para naquele instante. Aquela música tocando na minha mente. O sol invade meus olhos me acordando, você nunca esteve aqui. Isso me mata. Vejo seu rosto em estranhos pela rua. Daria tudo o que tenho para não dormir mais sozinha. Os pesadelos aparecem durante a noite, eles me fazem encharcar o travesseiro. Meu coração pulsa incontrolavelmente tentando me puxar até você. Infelizmente não posso ir ao seu encontro. Não agora, não nessa noite. Coração, por favor pare com essa dor. Apenas seus braços me aconchegariam perfeitamente. Me deixariam sem frio em meio a essa ventania. Me deixariam sem medo de estar aqui. Um sorriso em meus lábios. As pessoas não precisam saber que estou triste por você não estar aqui. Meu sorriso pede pelo seu. Minha alma pede a sua como complemento perfeito.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

A roseira.


A mãe grita pelo nome da garotinha que esta parada debaixo da roseira a observando. Ela sabe que se colocar a mão com força e rapidez, os espinhos a machucarão, por isso, com a mão leve e um toque suave passar os dedos sobre a rosa e depois sobre o caule. Com cautela para não ser atingida pela fina ponta do espinho. Percebe que mesmo com a existência daquele feroz espinho, existe uma distância de dois dedinhos entre cada um deles. A mãe, percebendo a filha próxima ao perigo de se machucar com os espinhos corre até ela gritando cuidado. A menina responde: -Acalme-se mamãe, ela não quer me machucar. Entre os espinhos há um caule liso que me permite panhar a linda rosa sem que os espinhos me espantem. Só preciso de cuidado e amor. Ela só irá machucar os descuidados e grosseiros que não pararem para a apreciar. A roseira é magnífica não é mesmo mamãe? A mãe, espantada com os olhos observadores da filha apenas sorriu e disse: -É sim Amélia, a roseira é magnífica. Só precisamos saber como lidar com ela. A garotinha panhou uma rosa e entregou a sua mãe. A mãe encantada com a filha a carregou e completou: Sabe Amélia, o mundo é como uma roseira, ele não irá lhe machucar se você observá-lo bem, ser cuidadosa e então com delicadeza o enfrentar. A menina, com alguns fios de cabelo no rosto, graças ao vento do campo, a corrigiu: Enfrentá-lo não mamãe, vivê-lo. O mundo é a vida.

Hoje, a garotinha cresceu um pouco, afinal dez anos se passaram. Dos 5 anos, hoje ela possui 15. Aquele diálogo ecoa em sua memória quando olha para a rosa, agora seca, que havia dado à sua mãe. Mãe que hoje está apenas nas lembranças. Infelizmente o cancêr a levou cedo demais.

Com um sorriso a garota sussura. O mundo é a vida. Não importa onde você esteja, você pode viver a todo momento, ou apenas deixar que a rosa seque sem que você a aprecie.

Gritaria.


É tarde demais para gritar novamente, porém vocês continuam gritando. Me salve dessa agonia. Meu pulso ainda guarda marcas da noite passada. Voltei a ser o mostro de anos atrás. Será que não consegui me salvar daquela pessoa? Gritar alto não irá mais adiantar. Parece que vocês gritam de um lugar que ninguém mais os ouve, apenas eu. Nada mais faz sentido. Force um sorriso nos lábios e vá ver desenhos animados. Se distancie dessa loucura. Você esta enlouquecendo.

sábado, dezembro 04, 2010

Mágico de sorrisos.


Abriu a porta e foi entrando, assim mesmo, sem pedir licença a ninguém. Uma cara de sério, meio sem vontade de estar naquele lugar. Um bom dia faz seu sorriso despertar. Confiança, alianças de amizade, abraços, gargalhas, pensamentos aleatórios. Divas, músicas, meu coração esta embalado nessa canção. Há cerca de dez meses na minha vida. Mas parece estarmos juntos a dez anos. Quantas histórias, casos, intrigas, choros, risadas. O mundo nunca mais foi tão chato e insuportável. E mesmo as vezes, quando a tristeza e a pertubação nos batem à porta, temos um ao outro para nos segurarmos e levantarmos. E nesse planeta de circo de intolerâncias as vezes encontramos um mágico de cartola que com um simples coelho nos tira um sorriso. Uma metamorfose de olhos de criança e pensamentos de gente grande. Um sorriso que te coloca fora de órbita seguido do melhor abraço do mundo. Uma amizade incomparável, um jeito engraçado. Quero que esse seja apenas o primeiro dos seus muitos aniversários em que estarei presente. O seu mundo pode estar desabando mas eu ainda estarei do seu lado. Colocando meu celular no bolso do seu paletó e me matando de rir da falsidade má mascarada de alguns serem que pensam nos enganar. Te amo.

segunda-feira, novembro 29, 2010

love?


Já se sentiu como se algo faltasse em ti? É o que eu sinto quando você não esta aqui.
A saudade hoje já bate forte demais. Com o que? Duas? Três horas sem nos falarmos? Me sinto como uma criança apaixonada. Não quebre meu coração dessa vez. Meu sorriso esta tão largo com você. Acho que eu te amo. Acho que já sei disso a muito tempo... Talvez eu te ame mais do que meu próprio sorriso. Fique aqui comigo, meu bem.

O amor é relativo demais. Porém, pare de se preocupar com o que ele é. Apenas o sinta.

Ventania.


Vento bravo entrelaça meus fios de cabelo. Minha blusa rodopia junto a ventania. AS lágrimas escorridas são expulsas do meu rosto para das lugar à aquela brisa. Ele poderia levar meus pensamentos. Eu não deveria pensar. Deveria sorrir e continuar. Mas as vezes quando estamos tristes, procuramos ficar ainda mais para nos convencermos que temos alguns sentimentos. Grite e rodopie junto as lágrimas e ao vento.

Palavras incertas.


Vidros se estilhaçam na parede.
Tudo isso não parece mais tão real.

Estouros misturados com gritos.
Você pode me tocar?
Será?
Você pode mesmo me salvar?

Estou viva.
Minha respiração ainda flui.
Meus cabelos soltos no vento parecem me perturbar.

Será possível não mais aguentar?
Minha vida ainda ecoa ao paraíso.
Desisto de tentar adivinhar o infinito.

Sonhos incertos,
amores incompletos,
vidas inesperadas.

Mais nada faz sentido não é mesmo?
Mas minha mente nunca fez.
Ela não sabe dançar como antigamente.
Tudo mudou, você não entende?

Mas meu sorriso continua em meu rosto
E a rosa ainda esta no meu bolso.

quarta-feira, novembro 24, 2010

Almas Gêmeas.


A antiga tola teoria das almas gêmeas. Uma unica alma dividida em dois corpos. Pares perfeitos, feitos para se completarem assim encontrando a felicidade para ambas. Almas criadas para ficarem juntas e nada do mundo as impedirá. Um único olhar das duas criaturas que contem uma mesma alma pode acender o fogo para toda uma vida. Mas e se eu acreditar no amor? Um amor dividido em dois corpos, criados sob a Lua. O qual só se vê uma vez na vida e não se deve deixar escapar. Um olhar nunca trocado, mas os corações, ainda assim, entrelaçados. Muitas pessoas simplesmente dizem que é maluquice da minha cabeça, que jamais isso poderia acontecer. Que é impossível se apaixonar sem conhecer. Mas eu conheço. Não o corpo, mas conheço. Conheço de um jeito mais digno que a aparência não interfere, em um mundo no qual não me escondo em ninguém. Eu sou eu e pronto. Conheço a alma, os pensamentos, a mente da pessoa. E é por isso que me apaixonei. Pelo que ele realmente é, e não pelo que parece ser. É engraçado como seu sorriso parece completar o meu. Talvez pensem que estou encantada demais com o amor. E virão me dizer: "Sua tola, você irá quebrar a cara. Não acredite nessa fantasia." Mas meus queridos, se eu precisar quebrar a cara depois para me sentir tão feliz de novo, eu quebrarei.

Almas mescladas


Deitada no gramado da antiga casa, olhando as nuvens se moverem em sincronia. Ainda muito nova a garota se perguntou o que estava fazendo em um mundo tão gigante. Depois de algum tempos pessoas a machucaram enquanto ela já não tinha mais sonhos. A partir daquele momento seu coração parou de bater. Ela passou a apenas existir. Ligou seu modo automático, com o qual não sentia nada e feria a todos como proteção. Mas sabe, um garoto passou por essa carcaça que ela criara. E com seu jeito engraçado a fez tirar os fones de ouvido que a impediam de ouvir o mundo. E caminhou ao seu lado até ver o coração congelado, se derreter. De peito aberto ela agora o amava. Mas ele não acreditava no mundo. Ela abria um sorriso para ele as vezes e dizia para acreditar nos próprios sonhos. Com os corações tão abertos, e almas tão puras, um contia o melhor do outro. Nascidos sob o mesmo céu que encanta os olhos nas noites de setembro, eles se dão bem. Uma ligação tão intensa que não conseguem explicar. E eles continuam lado a lado, com um sorriso estampado, os corações descogelados, ideias meio engraçadas e amor para toda uma vida. A alma dos dois foram misturadas. A frieza, as risadas, o jeito meio único que um encontrou no outro.

Silêncio.


"But you still have all of me."
A música toca baixa em meio ao silêncio perturbador. Ela esta sentada mais indefesa que nunca. As lágrimas parecem nunca mais terem fim. Sua imagem parece a perseguir. Ela esta desesperada, só deseja conseguir dormir. Dormir e nunca mais acordar. Desta vez ela não possuiu palavras para lhe falar. Nem as mais difíceis do dicionário podem lhe expressar. Uma faca a arranca o coração neste momento. Algo péssimo esta para acontecer. Ela consegue sentir. Você parece ter se esquecido que as assas da garota tem a mesma essência do seu sorriso. Sua risada engraçada, combinada com a voz meio máscula, ecoam pela memória da pequena que rabisca o mundo. Os olhos nunca foram feitos com tanta água como agora. Ela simplesmente se tornou o que você a ensinou. As risadas antes vazias da menina possuem sentimentos quando a sua presença esta aqui. Sua vida não tem sentido sem o ombro que precisa para se deitar. Vocês estão um no outro, não entendem?

sábado, novembro 20, 2010

A casa abandonada.


A casa abandonada esta lá, no canto do fim da estrada. Por fora sua aparência desleixada assusta algumas pessoas. Mas eu não sou uma delas. Me encanto por tudo isso. Não consigo resistir a aquele jeito de passado esquecido. Toco o portão enferrujado, com uma mão, enquanto seguro firmemente a câmera na outra. Evito fazer muito barulho nas correntes dependuradas na ferrugem, mas é inevitável. Quero entrar naquele lugar. As retiro e forço para que o portão se abra. Pisando em meio as folhagens secas e driblando as plantas rasteiras no meu caminho continuo andando. A porta esta aberta. ao entrar naquele lugar empoeirado e antigo, consigo ouvir na tinta descascando as risadas das crianças, o amor do casal que residia naquele lugar. Como tudo já foi um dia. Passando o toque da minha mão na parede vou subindo a escada, passando pelo corredor iluminado pelas frestas no telhado. Alguns retratos quebrados, alguns moveis cobertos. tudo o que houve lá já virou passado. Já não esta mais aqui. Assim como um dia eu também virarei. Tiro algumas fotografias daquele lugar esplendoroso e vou embora. Gosto de casas abandonadas, gosto de inventar histórias para elas. Afinal, um dia elas já tiveram uma e hoje são apenas mais um lugar com lembranças. Talvez eu me sinta como uma casa abandonada, cada dia mais sozinha e sombria vivendo em meio as lembranças.

terça-feira, novembro 16, 2010

O senhor da rosa vermelha.


A música começou. Ela esta se balançando junto ao vento. Todos olham como se a achassem insana. Ela parece não se importar. Certa vez, um homem de meia idade a perguntou:
- Garota, porque danças?
Ela respondeu-lhe com um sorriso nos lábios:
- Desculpe-me decepciona-lo senhor. Mas infelizmente eu não sei dançar. Minhas sapatilhas de balé a tempos não me servem. Jamais aprendi realmente a dançar.
O homem insistiu:
- Mas você me parece tão firme de seu balanço ao som divino.
Ela se surpreendeu:
- Você também consegue ouvi-lo?
- É o som da paixão que lhe toca agora.
- É o som da paixão que me toca todos os momentos. Paixão pela arte, meu caro.
E com uma frase ele se despediu:
-Nunca deixe sua paixão desaparecer garota, sempre corra atrás dela.
Ela, por um único momento parou de se balançar, correu até o senhor e perguntou:
- E você? Já correu atrás da sua paixão?
Lhe entregou uma rosa vermelha, que carregava na bolsa e deu-lhe de ombros. Partiu dançando parecendo flutuar em nuvens junto ao vento. O homem, após ficar parado por alguns minutos, entrou em seu carro, foi até uma pequena casa florida e arrumadinha nas proximidades da cidade. Uma linda mulher estava emoldurada pela janela, regando um pequeno vaso de orquídeas. Ele desceu apressado do carro, e bateu com a mão meio fraca pelo medo na porta da antiga casa. Uma voz meiga e carinhosa o perguntou:
- Posso ajudá-lo?
Com a unica rosa vermelha nas mãos, lhe disse:
- Eu te amo, sempre te amei, nunca consegui esquecê-la. Você foi e sempre será a unica mulher em minha vida. Seus olhos serenos têm o poder de me acalmar, o toque de suas delicadas mãos ainda me fazem tremer por medo de me apaixonar. E foi por medo que parti. Mas o medo de me apaixonar não compensa a dor que sinto no meu peito por nunca ter tido coragem de te falar a verdade. Me perdoe por nunca ter sido sincero contigo. Preciso de você.
A mulher se encontrava em silêncio, paralisada. Sua face não dizia nada. Absolutamente nada. Derepente, sua voz, que ainda arrepiava aquele homem de calças, falou calmamente:
- Não me importa quanto tempo demorou para você dizer, o que importa é que você disse. Nós éramos jovens, com medo da vida. Meu coração nunca pulsou por outro homem que não fosse você. Minha alma nunca sossegou enquanto você não esteve aqui.
Um sorriso múltiplo, finalizado perfeitamente com um beijo. Os dois entraram para tomar um café. Café que virou dias, dias que viraram semanas, semanas que viraram toda uma vida.

"As vezes, uma simples frase, e um simples ato, em um encontro estranho, pode mudar sua vida." A garota hoje pensava, apesar de nunca mais ter visto aquele homem que a fez continuar a se apaixonar.

Talvez ela cresça.


Olhos curiosos, os da menina. Quase não falava, analisava cada palavra que sairia de sua boca. Seus pais não sabiam porque ela gostava tanto de ficar em silêncio. Talvez ela apenas se sentisse bem com ele. Mas eles não compreendiam que enquanto ela estava silenciosa estava sonhando. A maioria das vezes eles a despertavam dos sonhos acordada por acharem que ela deveria conversar mais. Toda vez que faziam isso ela os respondia, porém com imensa vontade de voltar aos seus sonhos.
Hoje, quem vós escreve não é mais aquela garotinha dos pequenos olhos castanhos que se olhados de perto, contém o mundo inteiro. De tanto ser acordada ela virou a garota dos impulsos que responde sem pensar, sem conjugar. Por estar dançando em seu mundo perfeito que possuem seus olhos como portais.

As vezes o mundo esta errado sobre você. Cada ser é único e deve viver do modo que o traga a felicidade.

segunda-feira, novembro 15, 2010

Arte.


A arte encanta almas de gerações. Olhos da jovem pintora brilhavam ao ver os maravilhosos quadros estampados nas empueiradas paredes de sua casa. A arte da dança facina pessoas com seus movimentos flutuantes. A velha bailarina já não dança mais. Seus pés estão muito cansados para isso, mas sua alma nunca parou de se levar com o vento. A música. Ah, a música. Paixões traduzidas para melodias, dedos dançantes felizes sobre as teclas, paixões em cada acorde do violão. A arte da fotografia, os olhos atentos do fotografo capturando momentos e os eternizando. O teatro, com todas as trocas de identidades. O ator se inspirando, se apaixonando, respirando tudo aquilo. E a luz entrando pela janela na sala antiga. A arte esta presente em tudo. Em todos os olhos apaixonados, em todos os sorrisos engraçados. O homem sem a arte não teria a mesma paixão. Não teria a mesma felicidade.

A vida


A vida é muito cheia de coisas, muito cheia de jeitos, muito cheia de essências. É muito fácil se perder em meio a ela se você não possuir quem te guiar.

quinta-feira, novembro 11, 2010

Just do it.


"The rose remains in the wind, the love remains in the heart. I'm smiling for yours picture. I like the way you always is shining with the eyes. It's insane what you make me feel. The love it's insane. I like to thinks, that maybe you feel the same. It's ironic, I know... That girl so freezing now being in love. But, she never stay so happy. Now she's believing in love.

That's yours magic in her. You makes she dream. The hapiness never seems so close."
And along with the end of that paper, came a weak voice:
- Grandmom, help me, what I do? - He asked me.
- Oh, my litlle, when you are faced with a girl talking to you this, you just might kiss her.

She's smiling.


Um sorriso estampa meu rosto enquanto te espero ansiosa.
Sabe o que é isso?
É meu coração apertado e sorridente a procura de ti.
É a volta das minhas esperanças.
É você apontando no fim da estrada me trazendo de volta o que eu havia perdido.
Mais uma vez, é você me resgatando.

É meu coração pulsando para ficar próximo ao seu.
É meu jeito engraçado e desengonçado pedindo um sorriso teu.
São nossas almas mostrando o final dessa época escura.
Agora você ilumina minha vida.

Como sorriso de fim de guerra,
Como borboletas na barriga,
Como se cada passo da minha vida se explicasse por sua existência.

Adoro quando você me faz rir,
Adoro principalmente quando você esta aqui.

Por favor, me prometa nunca partir.

- E seus olhos brilharam como nunca após perceber o que estava acontecendo. A garota do coração gelado estava enfim amando alguém. Com o jeito mais puro que ela já pode ter.

domingo, novembro 07, 2010

Instintos.


Tem gente que olha meu sorriso e não entende.
Tem gente que me olha na rua e me ache uma maluca insuportável.
Tem gente que não consegue ver que não me importo.
Nem eu mesma sei porque levo um sorriso tão grande nos lábios, mas sei que possuo uma vontade gigantesca de sorrir, então sorrio para quem quiser alegrar seu dia.
Ando nas ruas sendo eu mesma por impulsos. Me equilibro em meio-fios, danço no ritmo da música que invade minha cabeça. Me balanço a espera que o sinal de pedestres abra, pulo de faixa em faixa para atravessar a avenida. Porque? Porque meus instintos me manda fazer isso. Me mandam colorir as ruas com minha música alta que toca na mente.
A muito tempo desisti de me importar com as opiniões. As pessoas que realmente vão ser especiais na minha vida se aproximam de mim enquanto eu faço o que quero. Elas também são pessoas anormais.
E você, já agiu pro instintos?
Já sorriu por vontade?
Já amou por olhares?
É assim que se vive, meu bem!
Gosta de passarinhos? Se imagine em meio a eles quando estiver fazendo algo realmente muito chato.
Acredita em fadas? Se veja em meio ao jardim delas.
É incrível como isso funciona.
Muros de concreto podem virar belíssimas muralhas de castelos, pessoas lindos duendes engraçadinhos, o mundo, pode virar o paraíso. Tudo só dependo do seu olhar sobre ele.

sábado, novembro 06, 2010

Feche os olhos.


Um dia alguém me perguntou se eu fechasse os olhos, o que conseguiria ver. - Escuridão. Uma voz distante me disse ao abri-los: - Agora feche-os novamente, mas desta vez não apenas feche os olhos, mas acredite na sua mente. Derrepente, o vi. Você estava lá, comigo. Em meio à perfeição dos meus sonhos. E todas as noites, esse se tornou meu feitiço para dormir. Consigo te sentir ali comigo. Em meio à escuridão fria me aquecendo com seu corpo junto ao meu. É quase como se você realmente estivesse ali. Adormeço. Porém na manhã seguinte me vem a memória que nada daquilo realmente aconteceu. E a noite, só me resta voltar a lhe imaginar ali. Quem sabe, um dia, depois de muito desejar, você realmente esteja.

terça-feira, novembro 02, 2010

Viver.


Viver é como andar de bicicleta, um dia todo mundo cai. Mas depois que você aprende, nunca mais esquece. Você quase nunca morre com uma queda, as vezes pode chegar perto disso, mas é meio raro. Assim como em uma bicicleta, as pessoas te dizem para planejar onde você estará no futuro. Para onde irá. Mas as vezes é bom simplesmente ir até onde aquela estrada na sua frente te leve. As vezes é bom não planejar e acabar se surpreendendo. Depois de um tempo você aprende a viver e pensa que jamais caíra novamente, mas claro, é nesse momento que você tropeça. Porém quando você já tem sonhos é mais fácil se reerguer. Então ter sonhos e planos não é completamente ruim? Claro que não! A maior parte da vida você deve possuir sonhos e correr atrás deles. Mas e todo aquele discurso sobre ir até onde a estrada te levar? Ele deve ser usado quando você não sabe o que fazer, quando está confuso, ou apenas de saco cheio de tudo. Mas a medida que você vai vivendo novos sonhos vão aparecendo e as vezes, os que você possuía no início de tudo, ficam insignificantes.

Precisar.


Não consigo mais respirar com você tão longe de mim. É como se alguém me prendesse em baixo da água quando não possuo mais fôlego. Preciso de você aqui, como jamais precisei de ninguém. Você é o único capaz de me animar em um dia nublado como hoje. Escrever para ti me faz sentir sua mão sobre meu ombro, me falando para não desistir. Minha respiração eufórica só me permite pensar se você esta bem. Porque eu não estou. Você é o que possuo de mais vital. Como viver sem você? Como se vive sem um coração? Desculpe-me, mas não sei mais viver na escuridão, sem você iluminando meu caminho e me orientando para que não caia. Desculpe-me, mas preciso de você como crianças precisam de água em tardes de verão. Preciso de você como a menina precisa de um abraço durante uma tempestade de trovões. Eu te amo como apenas meu coração desorientado poderia entender.

O que o amor faz.


Coração apertado. Buraco no peito sufocado. Ele esta ai, parado, e o mundo continua a girar. Parecendo estar cada vez mais lento para os que tem pressa, cada vez mais rápido para os que tentam fugir. Ele é um anjo iluminado, uma estrela, perdido na escuridão. Estrelas deveriam brilhar. Mas ele esta a cada dia se camuflando mais. Seu brilho tem se perdido. Seu coração não brilha mais. Se transformou em uma pessoa comum. Mas isso mudou quando ele a conheceu. Sorriso de canto, olhos brilhando, esperanças brotando. A vida se torna mais fácil, quando ele esta apaixonando. Mau sabe ele, que o amor só mata a maioria dos anjos. Mas brilhe, meu querido, brilhe enquanto seu coração ainda não foi quebrado. Brilhe enquanto você ainda não esta frágil.

segunda-feira, novembro 01, 2010

Ninguém como você.


Não me restam dúvidas, de que jamais encontrarei alguém como você. Jamais encontrarei alguém que me faça ama-lo como você. Jamais encontrarei alguém com o mesmo poder de me arrancar sorrisos.

domingo, outubro 31, 2010

Procurar.


Corra até mim. Vamos de mãos dadas caçar um novo lugar para viver. Atrás do final daquele arco-íris que brilha lá no céu depois da chuva tristonha que bateu em nossa janela. Vamos caçar algum lugar para nossos sorrisos. Vamos procurar algum lugar onde o amor ainda possa respirar.

Teclas de piano.


Teclas de piano escondem declarações de amor embutidas em canções, escondem corações partidos refletidos em melodias tristes. Teclas de piano escondem vidas que fazem falta, amores correspondidos. Teclas de piano escondem mentes preocupadas em acertar a nota, escondem imaginações férteis. A história de algumas teclas nos dizem muita coisa sobre o mundo. Nos dizem que no final, o homem não é alguém tão tenebroso assim. Teclas de piano escondem o interior de alguns homens. Descobri isso após ouvir aquela melodia que você ousou denominar como nossa. ♥

Vida sonhada.


A vida de rockeiro desejada por alguns. A vida de negócios bem sucedidos desejada por outros. Uma vida de amores idealizada. Uma vida de liberdade almejada. Cada pessoa sonha com uma vida perfeita para ela mesma. Eu só sonho minha vida ao lado de uma pessoa. Sonho com um sorriso interminável carregado em meus lábios. Sonho com uma vida representada por balões de gás hélio, coloridos, leves e alegres. Sonho com uma vida de sonhos realizados. O mundo deveria ser assim, feito de sonhos almejados. Pelo menos, seriamos muito mais felizes do que somos hoje.

Devolve-me


Não sei porque me sinto tão bem com você. É como se nada pudesse me machucar, só ao ouvir sua voz ali. Eu estou a salvo contigo. Meu coração reconstituído. Não sei porque, mas eu me sinto tão bem. É como se você me devolvesse a vida que um dia já foi minha. É como se tudo de indesejável desaparecesse na neblina distante. Devolve-me a simpatia e o amor pela vida.

Bipolarismo.


Bipolarismo. As vezes eu sou muito boa com isso. Sou muito boa em destruir os corações das pessoas amadas. As vezes sou muito boa em fazê-los sorrir. Sou muito boa em não ligar para as pessoas, as vezes tão boa que as machuco sem nem perceber. Sou muito boa em diversas coisas, inclusive em ser uma idiota completa com medo do que na verdade deveria estar fazendo. Sou iludida com um mundo que não existe. Não sou nada mais que uma pessoas que ainda esta aprendendo a viver. Hora com um sorriso nos lábios, hora com lágrimas nos olhos. As vezes, com os dois, sorriso tentando disfarçar lágrima e lágrima tentando disfarçar sorriso.

Pessoas.


Você deveria aceitar que alguém as vezes, te fizesse sorrir. Nem todas as pessoas do mundo são detestáveis. Algumas podem te dar o que você precisa. Algumas podem conter a mesma essência da lua que você. Mas se não conhecê-las e quebrar a cara com a maioria, jamais encontrará quem te deixe feliz.

História de livros.


Vivo desde pequena com a cara enfiada em livros de histórias. Livros com princesas, sapos, bruxas e finais magníficos. Suportando a dor de não ter uma vida daquela forma. Mas um certo dia me apareceu você, com seu sorriso escondido, coração despedaçado, esperanças no chão, precisando de alguém meio boba como eu. Lhe ofereci minha mão, minha amizade e meu coração. Foi tudo questão de tempo para você me arrancar sorrisos sem motivo, crenças sem razão. E eu, muito bem entendida de contos de fada comecei a acreditar que talvez, apenas talvez, eles fossem reais. Mas no fundo eu sei que não são. Porém me dê um sorriso, talvez tudo isso não seja tão ilusório quanto aparenta.

Força.


Queria ser como um cavalo selvagem, forte, bravo e corajoso. Poderia ir a qualquer lugar, correndo, sem dar satisfações a nenhum intrometido. Seria livre, belo e ninguém se preocuparia comigo. Não manteria contato com nenhuma pessoa. Correria pelo mundo. Jamais deixaria ser selado e domado. Encontraria um amor e iríamos juntos para qualquer lugar do mundo. Mas eu não sou. Sou uma menina prestes a quebrar.

Desespero.


Envolvida em desespero, medo, fraqueza e tristeza. Mau estar. Realmente desesperada. Não sei mais o que fazer com minhas mãos. As passo pela cabeça, repuxo meu cabelo, as prendo em meu rosto e desço pelo pescoço. Claros sinais quando estou altamente preocupada com algo. Falta-me ar. Choramingo em silêncio. Meus olhos ainda estão secos, mas pelo visto, não por muito tempo. Estou desesperada por seu bem estar. Desesperada para fazer seu sorriso voltar. Insanidade. Talvez seja isso que invadiu minha mente. Ou talvez seja amor. Amor demais por você garoto. Amor de tal tamanho que me torna impossível aceitar que você não esteja aqui.

quinta-feira, outubro 28, 2010

Liberdade.


Como uma flor que cresceu dentro de uma taça de cristal não sabe se sobrevirá fora da cúpula cristalina, mas lá vai ela para a terra rústica tentar a liberdade. Talvez ela se sinta assim, como se só encontrasse a felicidade em um mundo diferente do que sempre teve. Talvez ela só precise de liberdade.

O último cartão postal.


Meu travesseiro acordou encharcado hoje. Esta não é a primeira vez, é apenas a continuação do meu pesadelo próprio que chamo de Noite. Escrevo esse cartão postal para te contar o quanto meu mundo ta chato sem você. A janela meio aberta, a paisagem mais linda esta sendo emoldurada por ela. Consigo me ver sorrindo só ao ver essa imagem, mas não estou. Tudo ficou tão difícil desde que você partiu. Queria minhas mãos novamente perdidas por seu corpo. Queria seu sorriso tímido. Mas do que adianta querer algo que não posso ter? Posso imaginar tudo o que faríamos em uma tarde como essa nesse lugar sublime. Quantas risadas você seria capaz de me arrancar. Quantas bobagens eu poderia falar. Mas não posso. Você não esta aqui esqueceu-se? O ar é tão fresco, tudo parece fluir, mas mesmo assim, você ainda não esta aqui. Tudo que é bom, feio e divertido. Nada esta aqui. Você me faz feliz. Sem você não conseguirei mais sobreviver. Tudo que me faria tão bem, só me lembra você. Tudo que poderia me fazer feliz, parece insignificante a cada momento que me lembro do seu sorriso. Nada disso faz o mínimo sentido não é mesmo? Bom, ninguém nunca disse que faria. Você me teve desde a primeira vez que as palavras estou e apaixonado entraram na mesma frase que você escreveu. Mas tudo hoje são apenas memórias. E amanhã, esse cartão também será. A insanidade esta me invadindo desde aquela noite sombria. Sei que na verdade foi um dia, mas dias não são sombrios o suficiente para mim. E como eu posso continuar a dizer que esta tudo bem? Todos os dias viraram noites desde que você partiu. Mas sou forte, eu sei que sou. Amanhã farei com que amanheça para mim. O sol vai nascer calmo, você vai ficar no passado. Vou livrar minha memória de ti. Ah, quem me dera ser tão fácil. Meu coração ainda pulsa, posso sentir meu sangue passando por minhas veias azuis visíveis sobre meu pulso. Seria mais fácil se você nunca tivesse entrado no meu mundo, mas eu hoje, não teria lembranças insanas. Porém agora, depois de te perder, nada mais tenho para fazer neste mundo. O objeto cortante sendo segurado por uma de minhas mãos, com a força que nunca tive para deixar de te amar. A caneta enrroscada em meio aos dedos de minha mão direita. Respiro fundo e faço o que deve ser feito. Essa coisa vermelha e gelada que sempre circulou por meu corpo esta se esparramando fácil demais nos papeis sobre a mesa. Você foi tão apaixonante garoto. O sangue continua, me sinto mais fraca que nunca. Eu te amo.
_ O barulho da caneta ao cair no chão invadiu aquele quarto engraçado. Assim foi escrito o último cartão postal daquela garota. Obviamente, a dor que ela sentia era maior que tudo. Sua sanidade estava abadala. Ela realmente não sobreviveu sem você. Mas não se sinta culpado, você a deu a vida. Você a deu lembranças. O mundo pode ser mais forte do que algumas pessoas. Devemos nos orgulhar por ainda darmos conta de estarmos a respirar. Nos dias de hoje, isso é tão raro como ver um unicórnio que não seja um cavalo com um chifre de papel.

Sonhos demais.


Já se deitou na grama e sentiu tudo ao seu redor girar? Já se sentiu como um inseto insignificante perdido em um mundo gigantesco? Sensações comuns para mim. Mas sabe o que me diferencia de todas as outras pessoas. Eu não quero me sentir assim. Eu não me sinto assim a maior parte do tempo. Quero dominar o mundo. Enlouquece-lo. Fazer desse estranho lugar meu lar. Carrega-lo dentro do bolso, com um sorriso no rosto e fones de ouvido entorpecendo meu coração. E é isso que a gente faz com nosso mundinho próprio. Vazemos com ele o que nos deixe feliz. Sonhos demais para uma garota insignificante como eu né? Mas idaí?! São só sonhos! Sonhos podem virar realidade, sempre que você pedir utilizando realmente a alma. Sempre que você tentar fazer de seus sonhos a realidade.

sábado, outubro 23, 2010

E você, em que acredita?


Sabe, quando você acredita em algo, você tem o poder te tornar aquilo verdadeiro nem que seja para você mesmo. Eu acredito em tanta coisa... Acredito em fadas, acredito em paz, acredito no amor, acredito que ainda existem algumas pessoas com bom coração. Acredito que a música tem poder de mudar sua alma. Alguns rezam para se afastarem dos males, eu aumento o som. Não que não acredite no Deus divino, mas clamar o tempo todo para que ele nos socorra não adiantará. Nós precisamos mudar tudo o que esta errado. Nós estamos aqui e podemos transformar tudo. A música é o alimento da minha alma, eu acredito nela. Eu acredito em fadas, apenas porque eu quero acreditar nelas. Elas são absolutamente mágicas. Acredito na paz. E sei que algum dia ainda a verei. O amor, ah, o sentimento mais almejado pelo homem. Todos os querem, sempre. São capazes de matar por ele. Mas meus queridos, isso não é o amor. Amor, é quando você deseja a felicidade da pessoa. Quando sente profunda saudade após minutos separados. Quando o que você mais almeja é estar ao seu lado. E por ama-la tanto, a liberta para que ela seja feliz com quem lhe traga a felicidade. Amor não precisa ser apenas entre um casal, hetero. Amor pode ser entre amigos de várias cores, jeitos e crenças. Amor, pode ser entre pessoas do mesmo sexo. Amor pode ser entre familiares. Amor pode ser entre pessoas que nunca se viram, porém que tem o coração aberto para querer o sorriso de um desconhecido. O amor é isso. É o desejo pela felicidade do outro. Eu acredito que o mundo, um dia, já foi feito de amor. Porém tudo mudou quando o ódio invadiu o coração daqueles que almejavam algo bem maior, sem perceberem a imensa dimensão do amor. Eu sou feita de amor e no amor eu acredito. Eu ainda acredito no planeta. E você, em que acredita?

terça-feira, outubro 19, 2010

Dependente de você.


"Eu gostaria de saber, o porque me sinto tão dependente de você. Isso chega ser surreal. Mas como eu me apaixono por coisas fora da minha própria realidade, aceitei esse risco. Eu consigo confiar em você, mais do que em muitas pessoas que eu conheço á anos.Mais do que em pessoas que conhecem todas as minhas fraquezas. E principalmente essa por você. Meses, que você caiu na minha vida como um anjo e agora tudo se divide em, antes e depois que você está comigo. Realmente, visto por olhos de quem não entende o meu amor por você, parece uma loucura de uma adolescente carente e com imaginação fértil. Quer saber ?Estou pouco me importando com quem não entende. A única coisa que me importa é ter você comigo para sempre. Não importa a distância que nos separa ou o tempo que muitas vezes deixamos de se falar. Eu sei que dentro do meu coração, nada vai mudar." - Autor desconhecido.

Amor.


O amor. Sabe, ele não bate todos os dias na sua porta. Mas é irônico como quando eu o encontro, ele não pode dar certo. É irônico como em meio a tantas pessoas aqui perto, alguém de longe foi me compreender desse jeito. É irônico como conversar contigo me trás um sentimento tão forte, uma felicidade tão espontânea. Mas sabe, o amor é mesmo irônico. É ele que junta pessoas tão diferentes. É ele que trás para duas pessoas uma força vital. É ele o que nós possuímos mais próximo da magia. E é você que me faz acreditar nele, amor.

Farsa.


Eu sei que você já sorriu sem querer. Eu sei que você já teve um mundo como o meu. Tudo bonitinho, arrumadinho, ajeitadinho. Mas até quando? Até você perceber que não é realmente feliz com tudo aquilo. Sabe, eu me sinto perdida em meio a tudo isso. Talvez parar de distribuir sorrisos sem intenção seja a solução. Sorrisos falsos também machucam, talvez machuquem mais do que esconder amor dentro de você. Ta, na verdade os dois machucam demais por isso a sinceridade é tão solicitada. Ser verdadeira, criança, se lembre sempre disso. Não deixe a verdade fujir do seu alcance. Agarre-a com todas suas forças assim que possivél e não a solte nunca mais. Não a solte para nada. Você vai se sentir muito melhor com ela aqui.

domingo, outubro 17, 2010

Amor verdadeiro.


Tem um certo brilho estranho em meus olhos, acompanhado por um sorriso involuntário.
Talvez eu ainda seja muito nova para escrever minha própria história, mas posso escrever sobre o que sou agora. Possuo as melhores pessoas do mundo ao meu lado. Tem um tal de Gustavo que carrega contigo uma inteligência e uma simpatia nada comum. Tem um tal de Victor que sempre tem as palavras certas e um sorriso no rosto, sempre tentando fazer alguém sorrir. Tem uma Marina, melancólica como só ela, mas que me diverte, além é claro de me compreender. Tem um tal de Matheus que sempre esta ali oferecendo conforto a quem precise, mas que precisa ver que as vezes, alguém pode ajudá-lo quando ele precisar. Tem uma Bianca que toda vez que você se pergunta porque escolheu ser assim, meio estranha, esta pronta para te mostrar que você é mesmo assim e sua felicidade esta ali. E claro, tem um tal de Clayton. Sabe, alguns julgam o porque eu gosto tanto desse garoto, mas quem faz isso realmente não me conhece. Ele, claro além de encantador, sincero, verdadeiro e único possui um valor incalculável para mim. Foi ele a primeira pessoa que me fez realmente procurar saber quem eu sou para que assim, pudesse ajudá-lo. Ele também acreditou em mim sempre que alguém julgou minha capacidade de fazer algo. Sei que neste momento ele esta se perguntando quando foi isso, bem, foi a cada vez que eu te disse para sonhar, foi a cada vez que eu te disse para acreditar. Essas foram as poucas vezes que eu possuía absoluta certeza do que estava falando. Tinha consciência de cada palavra. Tenho outras pessoas que são extremamente importantes, mas essas, ESSAS PESSOAS, me tornaram quem eu sou. Elas estão ao meu lado o tempo inteiro sem serem obrigadas por um título familiar e sem pedirem nada em troca. A única coisa que pedem é que eu seja eu e que as faça companhia. E por isso eu as amo. Sabe, essas pessoas são as que jamais esquecerei. Elas me trouxeram esse amor verdadeiro que todos procuram tanto. Ao olhar de qualquer pessoa no mundo, nesse momento, eu posso não ser ninguém, mas sei que estou presente nos mundos de vocês e obrigada por isso. Obrigada por me deixarem fazer parte dos seus mundos. Obrigada por fazerem de mim eu mesma.
“Você pode escolher entre ser normal ou ser você. Eu escolhi ser eu mesma e carregar um sorriso junto ao coração” - Priscila Cristeli

sábado, outubro 09, 2010

Te amar.


E eu sabia que te amava durante todos aqueles dias que passei acordada conversando com você. Te fazendo acreditar que ainda havia muito pela frente. Eu sabia que te amava a cada vez que eu tocava em seu nome. Eu sabia que te amava a todo momento que você me fez sorrir. Eu sempre soube que meu coração era seu. Você o conquistou. Você me fez rir nas piores semana que eu poderia ter. Você estava sempre ali quando eu precisava de você. E toda vez que eu estive triste e te via sem sorrir, me obrigava a melhorar, só para te ter feliz, afinal você é a fonte da minha felicidade. E eu vou sempre estar aqui, toda vez que você precisar de mim. Confie em mim.

Acordei e posso ver seus olhos ali. Esta abraçado comigo, você realmente esta ali. Sua respiração quente batendo no canto do meu rosto. Sua face perfeita como sempre. Seu cabelo perfeitamente bagunçado. Eu o baguncei ontem a noite, enquanto estávamos vendo aquele filme do casalzinho que não podia ficar junto. Sua mão suada apertando forte a minha, parecendo que possuía medo que eu partisse na noite passada. E hoje esse sol batendo em meus olhos me fez despertar e ver que você ainda esta ali, comigo. Me recuso a levantar e te acordar. Você dormindo com um sorriso. Sinto uma lágrima descendo por meu rosto. Você acorda e me pergunta o que aconteceu. Eu te respondo que um sorriso. Você ainda não entende nada. Eu ignoro sua dúvida e lhe beijo. Lhe beijo com toda a emoção da lágrima que escorreu por meu rosto.

Sabe, uma lágrima realmente acaba de escorrer minha face. Mas esta é por saber que tudo isso esta bem distante de acontecer.

sexta-feira, outubro 08, 2010

O jeito do que eu gosto.


Eu gosto do jeito como as copas das árvores combinam com o azul do céu. Eu gosto do jeito como seu sorriso combina com o meu. Eu gosto do jeito como as ruas ficam depois da chuva. Eu gosto do jeito como o barbante combina com tudo. Eu gosto do jeito como uma janela antiga emoldura a cidade poluída. Eu gosto do jeito como os pássaros cantam baixinho para me acordar nos dias de sábado. Eu gosto do jeito que seu perfume um dia já grudou na minha roupa. Eu gosto do jeito que café me deixa acordada. Eu gosto do jeito de muitas coisas. Eu gosto de ver a simplicidade das coisas. Eu gosto de detalhes e histórias bem contadas. Eu gosto de quando você me carrega em suas asas.

A menina que gostava de sonhar.


Ela já viveu em todo lugar, já morou onde você nunca pode imaginar. Ela já viu o mundo inteiro, já se cansou de tanto voar. Ela já teve um castelo, um sapo-príncipe e um cavalo encantado. Ela já salvou o mundo, teve milhões de amigos e montes de histórias nada convencionais. Ela já conheceu fadas, gnomos, duendes e conversou com animalzinhos. Ela simplesmente gostava de sonhar. Ela nunca passou disso, uma garota com uma imaginação, na qual não existiam limites. Ela imaginava mundos, histórias e criaturas. Ela sonhava e acreditava. Sabe, ela gostava mesmo de sonhar, apesar de saber o quão irreal alguns daqueles sonhos podiam parecer, ela ainda acreditava neles. Salvou algumas vidas os ensinando a ser assim. Até o dia que alguém a disse que ela sonhava demais. Até o dia que lhe cortaram as esperanças. Ela, jogou seus sonhos no lixo e resolveu ser alguém normal, prometeu nunca mais ser assim. Junto com isso veio a tristeza de ser normal demais, de não ter em que acreditar. Uma de suas vidas salvas, aquela que nunca a abandonou, a lembrou de como ela costumava ser. A saudade a invadiu os olhos, porém ela não sabia mais se ainda podia ser aquela pessoa mágica. Ele a ajudou, com a mesma calma que ela dedicou, a se redescobrir. Ele soube a hora certa para isso. Ela voltou a sonhar. E são de mais pessoas assim que o mundo precisa, pessoas que ajudem quem precisar e pessoas que sonhem para que tudo possa se realizar. Sabe, aquela menina realmente gostava de sonhar.

sonhar.


Alguém me disse a um tempo atrás que eu sonhava demais. Alguém me disse que eu jamais iria conseguir fazer metade do que queria. Alguém me disse a um tempo atrás que eu não era ninguém no mundo. E eu acreditei nessa pessoa. Passei tempos sem acreditar em mim. Mas hoje, você esta aqui, reconstruindo a menina do jeito que conheceu. Hoje, você consertou o que alguém quebrou. Obrigada por tudo. Obrigada por me mostrar que minhas asas ainda estão comigo, eu só as tinha esquecido. Obrigada por me salvar na hora certa. Obrigada por ser meu anjo.

Engraçado.


É engraçado como tudo mudou desde que te conheci. É engraçado como conversar com você me faz bem. É engraçado como você é perfeitamente feito para me entender.